Mosteiro de São Bento

Ilha de paz para meditação

 Mosteiro de Sao Bento, OrlandoBrito pag

O Mosteiro de São Bento é um dos edifícios históricos mais imponentes de São Paulo, erigido ainda no distante ano de 1600. Foi construído nas terras onde havia a aldeia do lendário cacique da etnia tupi Tibiriçá, batizado pelo padre José de Anchieta, fundador da cidade.

Mesmo situado perto do rulhento  do Vale r  mundo. a maior cidade do mundomesma aliano, que vivVale do Anhangabaú, local do trânsito mais agitado e de ruas barulhentas da quarta maior cidade do mundo, o convento é também lugar ideal para as pessoas que desejam recolhimento e o melhor da música sacra. É uma ilha de tranquilidade frequentada até pelos não católicos.

De domingo a domingo, pontualmente às seis da manhã, ao meio dia, às cinco da tarde e às oito da noite, os monges se reúnem em coro para cumprir o ritual religioso do canto gregoriano, uma das tradições da congregação dos beneditinos, fundada na Idade Média.  Lado a lado, no centro da capela, os frades cumprem à risca as horas litúrgicas de entoar as Laudes, as Meridianas, as Vésperas e as Vigílias. São orações cantadas, apropriadas para os fieis que buscam momentos de paz e adequado para meditar. Como diria Santo Agostinho, “cantar é orar duas vezes”.

No meu caso, é também fonte de imagens bem diferentes daquelas que ponteiam o meu cotidiano em Brasília, na atribulada cobertura dos lances da política. Quando estou em São Paulo e sempre que posso, arranjo um tempinho para ouvir e fotografar os frades do Mosteiro de São Bento.

Cada uma…

Cachorro quente versus hot-dog

Baixinho do Hamburgao, OrlandoBrito pag

“Baixinho do Hamburgão”, quiosque noturno numa esquina do centro de Macapá, capital do Amapá.

Como foi – Não tive tempo de jantar antes de embarcar. E a gororoba servida no avião era intragável. Depois do voo de quatro horas que só chegou a Macapá às três e meia da madrugada, só me restou matar a fome na única lanchonete ambulante aberta àquela altura. Para não complicar, pedi coisa bem simples: um cachorro quente.

Cinco minutos depois, o Baixinho entregou-me num saco de papel algo bem diferente do que eu pedira e esperava: pão de hamburger cheio de carne moída com ervilha, milho verde, mandioca frita, purê de batata, alcaparras, fatias de pimentão, cubinhos de cebola, pasta de alho, gotas de shoyu, uma colherada de maionese, rodelas de banana, ovo frito, azeite de oliva, queijo ralado…

Caramba, não encarei!

Argumentei que queria somente um pãozinho com salsicha e catchup.
Risonho, nosso mestre cuca replicou:
- Ah, você quer um hot-dog. Por que não disse logo?

Cada uma…

OrlandoBrito