Milagre

“Ajudai-me, Nossa Senhora da Fotografia”

As tres anjinhas, OrlandoBrito

Não sei se acontece com os demais companheiros de imagem. Mas para mim, uma das grandes derrotas é quando vejo uma cena e não consigo retratá-la por alguma razão. E nesse caso era por uma questão absolutamente técnica: a falta de iluminação.

 

Eu estava fotografando a cerimônia da Sexta-feira da Paixão, em São João Del Rey, em Minas Gerais, quando me deparei com essas três menininhas vestidas de anjo. Uma cena que chamou-me a atenção pela lindeza daquilo que estava à minha frente e também pela bela expressão de religiosidade da, digamos, festa.

Acontece que o trio de anjinhas estava num ponto inteiramente sem luz, claridade minima. E luz é a essência de uma fotografia. Sempre digo que um fotógrafo tem por obrigação dominar a técnica.

E isto ficou muito mais fácil agora com o chamado processo digital, que tem a capacidade de aumentar a sensibilidade do que antigamente era o filme para possibilitar a tomada de qualquer imagem em ambientes de pouca luz.

Ainda assim, percebi que muito provavelmente eu não teria sucesso elevando o ISO de minha moderna Leica. Mas tive fé que conseguiria captar a cena e acionei o disparador da câmara.

Mas devo confessar que antes de fazer o clic, falei bem baixinho, pedindo a ajuda de minha santa protetora, aproveitando o caráter religioso do momento:

- Ajudai-me, Nossa Senhora da Fotografia!

Bem, foi depois disso que apertei o botãozinho da câmara. Aí está o resultado.

Deve ter sido milagre feito por minha santa protetora. Se não foi, foi então a incrível capacidade da tecnologia digital resolver situações impossíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>